Uma geração de potenciais change-makers quer perceber como pode gerar impacto positivo no mundo! É fundamental inspirar e empoderar as crianças e jovens a “pôr a mão na massa”. Também eles são uma parte essencial desta (R)evolução regenerativa da qual a Humanidade e o Planeta tanto precisam!

No mês de Dezembro, a ECOnnect Portugal arrancou com uma série de atividades que vão decorrer nas Eco-Escolas de Vila Nova de Famalicão ao longo do ano letivo 2021-2022.

Fotografia: Eliott Reyna

É urgente dotar as crianças e jovens de conhecimentos e eco-competências que lhes permitam ser cidadãos proativos na resolução dos desafios climáticos e sociais que já enfrentamos atualmente.

Do primeiro ciclo ao ensino secundário, todos os estudantes podem ser empoderados e inspirados à ação e à busca de soluções com base numa economia circular.

Filipa Gouveia | Atividade Eco-Escola do AEPBS

Estas atividades contemplam: enquadramento na problemática da emergência climática e introdução à economia circular; atividades práticas e/ou demonstrativas; dinâmicas de grupo; partilha de casos inspiradores de sucesso; debates.

No final, os alunos e professores ficam com acesso aos recursos educativos com conteúdos
correspondentes à sessão (slides da sessão; fichas com desafios e atividades) para pesquisa e implementação no contexto de escola e casa.

Os alunos do 11º F e G receberam, hoje, Filipa Gouveia que lhes falou sobre economia circular. Numa europa em transição para um novo paradigma económico, o clube Eco-Escolas considerou que faz todo o sentido refletir sobre o papel de cada um de nós neste processo. É urgente promover uma cidadania mais ativa e esclarecida de forma a construirmos comunidades mais circulares e sustentáveis.

Agradecemos ao Gabinete de sensibilização Ambiental do Município de Famalicão sem o qual esta ação de sensibilização não se teria realizado.

Agrupamento de Escolas de Padre Benjamim Salgado

A ECOnnect Portugal lança, assim, mais um dos pilares fundamentais da sua atividade: a educação da comunidade. Porque todos somos parte da transição para a economia circular!